Sintee Norte: assembleias aprovam assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho

Compartilhe: Facebook Twitter Google+



O SINTEE Norte realizou nos dias 10 e 11 de maio, várias assembleias na base regional de Erechim, Carazinho, culminando nas assembleias nas escolas de Passo Fundo (Notre Dame, Menino Jesus e Conceição), encerrando na UPF.

As assembleias contaram com a participação de mais de trezentos trabalhadores e o objetivo foi analisar e deliberar sobre a contra proposta patronal para fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho para 2017 e 2018, além de abordar os temas fundamentais tais como os ataques do governo aos trabalhadores através das propostas de Reforma Previdenciária e Trabalhista.

O diretor Rovane apresentou as propostas para fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho que consiste em:

EDUCAÇÃO BÁSICA:

Reajuste Salarial: 5,5% retroativo a 01/03/2017 (diferenças a serem pagas junto com a folha de maio);
Piso Salarial: R$ 1.289,08 a partir de 01/03/2017;
Reembolso Creche: R$ 247,93;
Banco de Horas: Reunião obrigatória para implantação, quando houver mudanças e no cancelamento;
Compensação de horários em sábados letivos: Os trabalhadores que não possuem jornada contratual nos sábados preestabelecidos no calendário escolar para a compensação de dias letivos e que forem convocados pela Instituição de ensino para trabalhar nesses dias, terão essas horas de trabalho incluídas no “banco de horas” para posterior compensação ou percepção de horas extras.  As Instituições de ensino que não praticam o “banco de horas” deverão ajustar, por escrito, com o trabalhador uma compensação especial dessas horas com folga proporcional preferencialmente, no período entre o natal e o ano novo, ou ainda, ao final do período de gozo de férias.

Manutenção das demais cláusulas da Convenção Coletiva atual.

ENSINO SUPERIOR:

Reajuste Salarial: 5,0% retroativo a 01/03/2017 (diferenças a serem pagas junto com a folha de maio);
Piso Salarial: R$ 1.282,97 a partir de 01/03/2017;
Reembolso Creche: R$ 246,97;
Banco de Horas: Reunião obrigatória para implantação, quando houver mudanças e no cancelamento.
Manutenção das demais cláusulas da Convenção Coletiva atual.
 
As propostas foram aprovadas por unanimidade nas assembleias.

Em seguida o diretor Rogério falou sobre as propostas de reformas da previdência e trabalhista e seus nefastos reflexos para os trabalhadores e a sociedade no geral. Ressaltou que as entidades sindicais e os movimentos populares organizaram a resistência às reformas através de Comitês Sindicais e Populares em vários municípios do Brasil, promovendo panfleteações para sociedade, seminários e atos públicos, tais como a Greve Geral ocorrida em 28/04/2017.

O  diretor Gilmar, relatou sobre os acordos coletivos mantidos com o grupo das entidades pertencentes ao COMUNG, informou ainda sobre as negociações em andamento para a renovação destes acordos, ressaltando a importância de se ter um sindicato forte e respaldado pela categoria para o enfrentar aos ataques do patronal na tentativa de retirar direito dos trabalhadores.

Fonte: Sintee Norte

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Vicente da Fontoura, 1262/203
Rio Branco - Porto Alegre/RS.

Telefone: (51) 3235-2265

E-mail: feteesul@feteesul.org.br