Técnicos e administrativos do Ensino Privado do RS debatem reajuste salarial em rodada de negociações da Campanha Salarial 2017

Compartilhe: Facebook Twitter Google+



Sindicatos de Técnicos e Administrativos do Ensino Privado do RS, filiados à FeteeSul, e o sindicato patronal, Sinepe-RS, realizaram o segundo encontro de negociações da Campanha Salarial 2017, nesta terça-feira (21), para a construção das Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs).

Os dirigentes sindicais do Sintae/RS, Sintee Norte-RS, Sinteep/Noroeste-RS, Sintep/Serra e Sintep Vales, defenderam as principais pautas de reivindicações da Educação Básica e da Educação Superior aprovadas nas assembleias gerais.

Os representantes dos técnicos e administrativos defenderam o percentual de reajuste de 7%, requerido destacando o aumento das mensalidades, que superou todas as projeções de inflação para 2016, ficando mais de 100% acima da inflação de 4,69% (INPC). A média do reajuste das mensalidades escolares foi de 11,5%.

Os dirigentes dos Sindicatos foram firmes na sustentação dos argumentos em defesa do reajuste nos salários, pautando também o aumento no piso salarial para R$ 1.350,00, valor estabelecido para resguardar a dignidade profissional dos trabalhadores que ganham menos.
 
Educação Básica

A primeira rodada de negociações contemplou debate inicial dos pontos de pauta da Educação Básica, tendo a discussão central se concentrado no pedido de reajuste salarial em 7% e piso salarial de R$ 1.350,00, reivindicados pela categoria. Os dirigentes sindicais solicitaram ao Sinepe que pontue as justificativas que expressem a diferença na arrecadação das escolas e na folha de pagamento, que justifique uma negativa no índice pleiteado pelos sindicatos, frente ao reajuste aplicado das mensalidades em 11,05%.
 
Educação Superior

Na câmara de Educação Superior, o debate se concentrou no reajuste salarial de 7% e aumento do valor do piso salarial para R$ 1.350,00. Os representantes dos trabalhadores apresentaram a Cláusula sobre o Plano de Carreira, Cargos e Salários e defenderam a necessidade de um estudo mais aprofundado sobre o tema. Reforçaram que existe uma série de instituições que já possuem um plano e que seria muito importante para a categoria que este tema fosse tratado com mais atenção, pois é uma forma da instituição mostrar para o técnico administrativo como, após sua contratação, ele pode se manter e crescer profissionalmente. Para os sindicatos é uma discussão relevante e propuseram a formação de uma comissão com o objetivo de iniciar discussões para implantação de Plano de Carreiras, Cargos e Salários nas instituições de ensino.
 
Destaques da Pauta – Reajuste salarial de 7%; piso salarial de R$ 1.350,00; antecipação do prazo de pagamento dos salários, gratuidade do vale-transporte; vale-alimentação; adicional de titulação profissional; plano de carreiras e salários; desconto nas mensalidades; vedação da terceirização; ajuste na cláusula sobre o plano de saúde; garantia provisória de emprego; manutenção da vigência das cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho.
 
Próxima Rodada – A próxima reunião ocorre no dia 28 de março, em Porto Alegre.
Enquanto isso, os sindicatos seguem promovendo o debate com a comunidade escolar, por meio de folhetos explicativos e anúncios de rádio. Cada trabalhador pode fazer a sua parte discutindo os temas da campanha salarial com os colegas.


Galeria de Vídeos

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Vicente da Fontoura, 1262/203
Rio Branco - Porto Alegre/RS.

Telefone: (51) 3235-2265

E-mail: feteesul@feteesul.org.br